Sorteio: Lessons Learned em Gerenciamento de Projetos

Lessons Learned em Gerenciamento de Projetos
Lessons Learned em Gerenciamento de Projetos

Parabéns para o Papo GP é parabéns para você! 7 anos de estrada!

Temos uma cópia do livro Lessons Learned em Gerenciamento de Projetos e vamos mandar direto para casa de um leitor sortudo!

Para ganhar o livro, deixe um comentário neste post contando uma das suas lições aprendidas em gerenciamento de projetos. Simples assim!

Não esqueça de preencher o formulário com seu e-mail, ou não vamos ter como entrar em contato!

O resultado sai 1º de julho! Não deixe passar a oportunidade!


Regulamento:
  • É vedada a participação de membros do staff do Papo GP;
  • É vedada a participação de pessoas que não residem em território nacional;
  • Apenas um comentário por pessoa;
  • O sorteado tem até as 23:00 do dia 3 de julho para responder ao email com nome e endereço completos;
  • Caso o sorteado não responda em prazo hábil, um novo sorteio será realizado e o novo sorteado terá 2 (dois) dias para responder o email;
  • O envio do prêmio é de responsabilidade da M.Books. O Papo GP não se responsabiliza por problemas de envio/recebimento.
Diego Nei, MBA, PMP®

Diego Nei, MBA, PMP®

Consultor em Gerenciamento de Projetos e Processos. Bacharel em Relações Internacionais, MBA em Gestão de Projetos, Certificado PMP, com domínio de MS Project 2007/2010. Atuação em projetos de porte pequeno e médio em diversas áreas, principalmente no desenvolvimento de treinamentos, implementação de metodologias e acompanhamento de projetos.

9 comentários em “Sorteio: Lessons Learned em Gerenciamento de Projetos

  • 16 de junho de 2015 em 15:19
    Permalink

    A que mais gerou impacto foi, com auxílio do filósofo Cortella: “Todo poder que ao invés de servir, é um poder que se serve, é um poder que não serve”. A liderança faz a diferença! A gestão do projeto se torna complicada e arriscada quando não há uma base sólida e focada no negócio, não foi uma questão de tratar as partes interessadas e suas interferências, colocamos muitos esforços driblando escolhas pessoais e atitudes sem precedentes que afetaram e impactaram o cliente e seu produto final.

    • 1 de julho de 2015 em 20:14
      Permalink

      Pegando emprestado um jargão de gestão de processos: Foco do cliente! Fazer o que é melhor para o cliente e não necessariamente para os interesses internos. Essa lição poderia ser aprendida em outras áreas do nosso país, não é mesmo? 😉

  • 17 de junho de 2015 em 11:55
    Permalink

    Uma ocorrência grave em um Projeto sob minha gestão: O impasse entre os empregados e dirigentes de uma prestadora de serviço provocou fechamento do canteiro, bloqueando o acesso ao canteiro de obras aos outros trabalhadores de outras prestadoras de serviço, os quais não tinham qualquer envolvimento no assunto motivador da greve. Com minha intervenção, foi proposta a discussão dos pontos conflitantes em minha sala, com minha contribuição ao entendimento, o que foi aceito de imediato pelas partes, havendo o desbloqueio do acesso ao canteiro dos demais trabalhadores. A partir desta ação, os conflitos eram intermediados por nós, sem que tivessem ocorridas novas paralisações e bloqueios do acesso e consequentes prejuízos por perda de horas em paralisações involuntárias e perda de tempo na execução dos serviços. A experiência deu resultado

  • 17 de junho de 2015 em 15:41
    Permalink

    Quando eu me conscientizei que o sucesso em projetos estava intimamente ou decisivamente ligado à comunicação, foi ai que comecei a obter mais resultados positivos e experiências realmente relevantes. Ser efetivo, direto, objetivo, colaborativo e bom ouvinte perante as necessidades de seus clientes é o caminho para a Entrega de Valor. Alias estas características precisam permear o dia a dia de um bom líder e suas equipes.

    • 1 de julho de 2015 em 20:01
      Permalink

      Essa é uma lição simples, porém poderosa. Triste que ainda hoje, a comunicação de baixa qualidade é a causa da falha da maioria dos projetos.

  • 28 de junho de 2015 em 11:15
    Permalink

    Uma lição sobre requisitos.
    Mesmo que você contrate uma empresa terceirizada para algum projeto específico, é muito importante que todos os requisitos sejam devidamente levantados e detalhados.
    Um exemplo, num projeto de reestruturação de Data Center, foi necessária a expansão da capacidade de Hardware e um componente era preciso para melhorar a performance da escrita/leitura no Storage. O que não foi levantado, era a compatibilidade desse componente com a arquitetura dos servidores existentes. O projeto foi executado, mas a performance do Storage não foi melhorada conforme previsto e por pouco todo o trabalho não foi cancelado.

    • 1 de julho de 2015 em 20:03
      Permalink

      E por conta de um detalhe, um projeto executado teoricamente atendendo todos aspectos contratados não agregou valor nem solucionou o problema. “O diabo mora nos detalhes” e os requisitos do projeto detalham o escopo. Um requisito não levantado pode colocar todo o projeto a perder!

      Obrigado por compartilhar, Silas!

Os comentários estão desativados.