Watch A Cure for Wellness (2017) Full Movie Online Streaming Online and Download

WATCH NOW


Quality : HD
Title : A Cure for Wellness
Director : Gore Verbinski.
Writer :
Release : 2017-02-15
Language : English,Deutsch.
Runtime : 146 min.
Genre : Drama, Horror, Mystery, Thriller.

Synopsis :
A Cure for Wellness is a movie genre Drama, was released in February 15, 2017. Gore Verbinski was directed this movie and starring by Dane DeHaan. This movie tell story about An ambitious young executive is sent to retrieve his company’s CEO from an idyllic but mysterious “wellness center” at a remote location in the Swiss Alps but soon suspects that the spa’s miraculous treatments are not what they seem.

WATCH NOW

RunRun.It – Review e Sorteio

httpv://www.youtube.com/watch?v=kOE2251CQaU

O RunRun.It é uma ótima ferramenta de controle de tarefas e colaboração online, com um viés muito forte em gestão de projetos, o RunRun.It tem uma pegada bem na linha do Scrum. É uma ferramenta 100% web que promete facilitar a vida de gerentes e líderes de times com uma interface simples e direta que permite sem muito esforço colocar todas as atividades de um projeto ou de um setor no sistema. Continue lendo

Bem Vindos à Frota Estelar IV

Continuando com nossa série de artigos sobre liderança e soft skills na série Jornada nas Estrelas, e numa homenagem atrasada (foi mal pessoal!) a todas as intrépidas gerentes de projetos do mundo, vamos falar da primeira mulher a aparecer nas séries ocupando a cadeira de capitão. Se você ainda não viu os outros artigos da série Star Trek, não perca tempo! Click aqui!

Kathryn Janeway

Capitã Kathryn Janeway

Capitã Kathryn Janeway

Enviada na missão de capturar uma nave rebelde Maqui, Kathryn Janeway, (Kate Mulgrew), contemporânea de Jean-Luc Picard e Benjamin Sisko, foi literalmente jogada com sua nave, a USS Voyager (ST:VOY), no outro canto da galáxia por uma força alienígena. A 70.000 anos luz da Terra, Janeway e sua tripulação iniciam uma viagem de volta com uma desconfortante estimativa de termino: 75 anos.Para piorar a situação, Janeway ainda teria que lidar com o fato de que os rebeldes que deveria ter capturado, foram adicionados à sua tripulação. Se não trabalhassem juntos, jamais teriam chances de retornar à Terra. Continue lendo

Bem Vindos à Frota Estelar III

Continuando com nossa série de artigos sobre liderança e soft skills na série Jornada nas Estrelas, agora vamos analisar meu capitão favorito: Jean-Luc Picard. Se você ainda não viu os outros artigos da série Star Trek, não perca tempo! Click aqui!

Jean-Luc Picard

Capitão Jean-Luc Picard

Capitão Jean-Luc Picard

Trazido a vida pelo ator inglês Patrick Stewart, o francês Jean-Luc Picard era um misto de diplomata, historiador, arqueólogo, ator, poeta, explorador e militar. Escolhido para comandar a mais moderna nave da Frota, a USS Enterprie-D (ST:TNG), Picard escolheu a dedo, como fica claro desde o primeiro episódio da série, a tripulação que o ajudaria em sua missão em levar a mensagem da Federação dos Planetas Unidos aos cantos mais distantes da galáxia.

Continue lendo

Bem-Vindos à Frota Estelar II

Aqui estamos novamente, para analisar os estilos de liderança dos personagens das séries Jornadas nas Estrelas. Se você não viu o primeiro artigo, leia agora clicando aqui!

James T. Kirk

Capitão James Kirk

Capitão James Kirk

Interpretado por William Shatner, “Jim” Kirk é provavelmente o mais aclamado dos capitães das séries de Star Trek, sendo o protagonista da série original (ST:TOS). Ironicamente apesar de um dos mais populares, durante sua carreira, Kirk não foi exatamente o mais exemplar dos líderes se comparado a outros protagonistas de séries subsequentes. Sua capacidade de delegar parecia restrita à cadeia de comando. Quase todas as decisões eram tomadas de forma unilateral e uma boa parte delas não levava em consideração a opinião técnica dos outros membros da tripulação. Continue lendo

Bem-Vindos à Frota Estelar I

Bem-vindos à frota

Bem-vindos à frota

Ok, vocês devem estar se perguntando o que raios Star Trek tem a ver com Gerenciamento de Projetos ou com Liderança.

Bom, quem me conhece sabe que eu sou um grande fã das séries. Recentemente (obrigado GVT) me vi capaz de realizar aquilo que não pude fazer quando jovem: assistir a todos os episódios de Jornada nas Estrelas. A pergunta continua, “E  que isso tem a ver comigo, gerente de projetos”? Uma das coisas que mais me fascinavam (e ainda me fazem devanear) nas séries era o quanto os personagens, apesar de serem essencialmente iguais a nós, eram diferentes de nós. O universo utópico criado por Gene Roddenberry mostra uma humanidade diferente, castigada por duas guerras que nós daqui não vimos e unida pela necessidade de sobreviver e prosperar. O contato com raças alienígenas força o povo da Terra a por as diferenças de lado e se unir para garantir que a humanidade como um todo tenha um futuro. Continue lendo

That PM Game

A vida de gerente de projetos pode ser verdadeiramente estressante… Então por que não jogar um pouco pra relaxar? Algo que tire sua cabeça do nervosismo do trabalho, dos recursos incompetentes, dos cronogramas surreais, das demandas inconsequentes e dos orçamentos sem sentido?

That PM Game

That PM Game

Continue lendo

Resposta PMP VII

Você assume um projeto que está atrasado, num país estrangeiro, onde não se permite trabalho aos sábados. Você:

a) Adora, pois não vai trabalhar aos sábados e a culpa do atraso não será sua;
b) Exige que todos trabalhem no sábado, pois o trabalho vem em primeiro lugar;
c) Busca soluções alternativas com a equipe para suprir essa restrição;
d) Manda demitir a equipe e contrata pessoas que não liguem para esse fator cultural;

Resposta Correta: Busca soluções alternativas com a equipe para suprir essa restrição.

Está em JUSTIÇA, no Código de Ética do PMI:

“4.2.4- Criamos oportunidades igualmente disponíveis aos candidatos qualificados. Favoritismo e discriminação 4.3.3- Nós não contratamos ou demitimos, premiamos ou punimos ou favorecemos ou recusamos contratos baseados em considerações pessoais, incluindo mas não limitado a favoritismo, nepotismo ou suborno. 4.3.4- Não temos discriminação contra outros baseada em – mas não limitada a – sexo, raça, idade, religião, invalidez, nacionalidade ou orientação sexual. 4.3.5- Aplicamos as regras da organização – empregador, Project Management Institute, ou outro grupo – sem favoritismo ou preconceito.” — Código de Ética e de Conduta Profissional do PMI, pg. 7.

Dentro destes princípios, demitir a equipe por causa de um fator local/religioso seria uma violação do Código de Ética, bem como força a equipe a trabalhar contra seu costume. Vejamos o que o Código de Ética diz, em Honestidade, a respeito de “Adora, pois não vai trabalhar aos sábados e a culpa do atraso não será sua;”…

“5.2.4- Assumimos compromissos, e fazemos promessas, implícitos ou explícitos em boa fé.” — Código de Ética e de Conduta Profissional do PMI, pg. 8.

Lembre-se que as respostas para a certificação devem ser escolhidas sempre pensando na melhor resposta possível.