AS 7 DIMENSÕES NA SELEÇÃO DE PROJETOS

Você está escolhendo os projetos certos?
Como escolher os projetos certos?

Um dos momentos mais importantes para as organizações é o momento de identificação dos potenciais projetos que serão realizados nas ondas de melhoria contínua. Nesta fase, há uma grande expectativa de quais ideias serão transformadas em projeto e influenciarão positivamente nos lucros da organização.

A verdade é que cada organização, principalmente em função do estágio de maturidade em que se encontra, desenvolveu um método para identificar e priorizar os projetos. Algumas empresas com processos mais estruturados do que outras mas todas com um objetivo comum: Selecionar Projeto que tragam Resultados.
Continue lendo

Papo GP Responde: Auditorias

Preparado para a prova?
Preparado para a prova?

Vai fazer a prova do PMI? Está CERTO de que vai fazer a prova? Já pensou na auditoria?

Essa semana, via Facebook, o leitor Fabrício Araújo perguntou sobre como funcionam as auditorias para a prova da certificação PMP. E mais importante: como evitar cair nelas. Ok, aqui vai! Continue lendo

SUPER SORTEIO: Ganhe uma cópia do PMBoK 5ª Edição!

Agora que o livro finalmente está disponível em versão impressa, o Papo GP gostaria de ajudar VOCÊ a se atualizar nas melhores práticas de gestão de projetos!

PMBOK 5ª Edição
PMBOK 5ª Edição

Vencedor: Luanildo Silva

Continue lendo

Project Management Canvas, com José Finocchio Jr

José Finocchio
José Finocchio

Hoje, em nossa série Metodologias de Gerenciamento de Projetos, falando sobre a metodologia Project Management Model Canvas, temos José Finocchio Jr. autor do livro “Project model Canvas: Gerenciamento de Projetos sem Burocracia”, co-Autor de  “Fundamentos de gerenciamento de projetos” adotado como livro-texto na FGV (Fundação Getúlio Vargas), palestrante em vários congressos de Gerenciamento de Projetos do PMI e do Brazilian Oil & GAs.

Como surgiu a ideia do Project Model Canvas?

Eu me inspirei em Diversos autores líderes na área de gestão: EM primeiro lugar devo citar o Dan Roam e em seus livros entre eles desenhando negócios, O David Sibett com sua metodologia de facilitação prática (possui três livros publicados alguns deles em português). O David Rock com “Conceitos de neurociência” (foi de lá que tirei o pitch), o Simon Sinek com “O poder do WHY” e é claro a estética do livro “Business Model Generation” me influenciou na estética do Canvas (Mas há que se ressaltar que um business plan é radical mente diferente de um plano de projeto, em primeiro lugar um modelo de negócio é concebido para durar e o projeto é feito para terminar). E sim o movimento ágil em influenciou também especialmente a Mary Poppendieck. Continue lendo