Mudanças no PMBoK® 7ª Edição – O que vem por aí

A tão esperada 7ª Edição do Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK®), PMBoK® para os mais chegados, chega com mudanças que prometem virar de pernas pro ar a forma como gerentes de projetos do mundo todo trabalham!

Mas Diego, mudou muito?

Sim. Mudou muito. A começar pelo foco. Agora o PMBoK® foca no valor agregado pelas ações do gerente de projetos ao trabalho realizado ou seja no resultado da tarefa, deixando um pouco de lado os processos, a papelada que precisa ser gerada para que o projeto seja propriamente descrito e planejado. Não me entenda mal, você ainda vai ter que fazer a papelada do projeto (na maioria dos casos…), isso só deixa de ser o foco do livro uma vez que, pela primeira vez desde 1987, o PMBoK® passa a abordar apropriadamente metodologias ágeis e híbridas.

Outro motivo, muito importante, é a necessidade do PMI® de manter a credibilidade da certificação e do standard, afinal, como você pode dizer que estas são as melhores práticas quando você deixa de fora ferramentas e metodologias que estão dando resultado onde as ferramentas “clássicas” não entregam? Esta nova versão vem para alinhar a realidade de muitas indústrias com o que é considerado oficialmente como melhor prática. Além disso, foi feito um esforço para melhorar a facilidade de leitura do livro. Levante a mão quem já “pescou” lendo o PMBoK®.

Sim, sim, mas o que mudou ???

Certo, chega de falar dos motivos e vamos falar das mudanças. Como já dissemos, o PMBoK® passa a incorporar oficialmente abordagens preditivas, ágeis e híbridas, abandonando o formato orientado a processos e adotando um formato orientado por princípios de gerenciamento. Enquanto os processos de antes nem sempre podiam ser utilizados em todos os ambientes possíveis de projetos, os novos princípios se encaixam em qualquer situação. Não devemos ver os princípios como uma ruptura com o passado, mas sim como uma evolução dos processos para uma nova realidade da gestão de projetos.

O novo livro continua dividido da mesma forma, Guia do Corpo de Conhecimento, Standard para Gerenciamento de Projetos mais Apêndice, Glossário e Índice (estes três últimos funcionando como sempre). Os dois primeiros itens é que são o corpo da mudança. No Guia, saem as Áreas de Conhecimento e entram os Domínios de Performance enquanto no Standard, saem os grupos de processo e entram os Princípios de Entregas do Projeto.

Mudanças da 6ª para 7ª edição do PMBoK®
Mudanças da 6ª para 7ª edição do PMBoK®

Os Domínios de Performance, na minha interpretação, incorporam mais do conhecimento tradicional de gerenciamento de projetos como visto nas versões anteriores do PMBoK®, lidando com o planejamento do projeto (grupos de processo, áreas de conhecimento), a performance da equipe (função do gerente de projeto, recursos, monitoramento e controle), o tratamento das entregas (escopo, qualidade, prazo, encerramento), navegando incertezas (planejamento, risco, monitoramento e controle) mas com uma abordagem atualizada e ajustada para o novo ambiente, permitindo usar o framework não somente em planejamento tradicional em cascata, mas também em ambientes ágeis e híbridos. Não apenas isso, esta versão do PMBoK® é a mais alinhada com a lógica de planejamento estratégico já apresentada pelo PMI®, discurso apenas reforçado desde pelo menos a quinta edição do Guia. Com essa mudança de paradigma, o PMI® espera agregar ainda mais valor à atividade de gerenciamento de projetos, movendo-a para cima, de tática para estratégica.

“Os Princípios definem o que e o porque da gestão de projetos” e guiam o comportamento e forma de raciocínio do gerente de projetos e sua equipe. Descrevem uma verdade, norma ou valor que orienta como os envolvidos no projeto devem operar para agregar valor e garantir a entrega. Minha interpretação dos princípios é: Este é o framework para o comportamento do gerente de projetos em seu dia a dia. É o que o PMI® entende que agrega valor e garante a entrega do projeto com sucesso.

Que tal salvar esse post? Quando a versão final sair vamos linkar para um novo artigo comentando o resto das novidades!

The Standards Plus Digital Content Platform

Complementando (e compensando pela diminuição no número de páginas) o livro, o PMI® passará a disponibilizar uma plataforma online contendo todas as tabelas, ferramentas, fluxogramas e o que mais acharem necessário para que o entendimento e aplicação das melhores práticas de gerenciamento de projetos como descritas no novo PMBoK® seja atingido. O Standards Plus Digital Content Platform complementa a nova sessão “Modelos, Métodos e Artefatos” e expande aquela parte do livro. É possível que templates e até ferramentas digitais completas sejam disponibilizadas nesta plataforma (como por exemplo, uma ferramenta para Análise de Monte Carlo) além de conteúdo exclusivamente criado para a mesma. Outro ponto interessante é que a plataforma será utilizada em conjunto com todos os Standards do PMI®, não somente o PMBoK®.

E minha certificação, como fica?

Se você já é certificado, não precisa se preocupar. Até onde sabemos nada muda, você continuará reportando seus PDUs de Estratégia e Negócios, Liderança, Técnicos. Neste ponto, a forma como o livro é estruturado se alinha melhor com a forma que os PDUs estão estruturados, deixando tudo um pouco menos confuso para quem está reportando PDUs.

Se você ainda não é certificado, a história é outra. Todas as empresas que trabalham com material para preparatórios nas certificações do PMI® estão acostumadas a ajustar seu material sempre que uma edição nova é lançada, mas a 7ª edição não é uma atualização no sentido convencional. Esta nova edição do PMBoK® é uma nova versão com um novo paradigma, ou seja, não será compatível com o material existente (treinamentos, simulados, flashcards, etc.). As entidades provedoras de treinamento e material terão um grande problema, pois terão que preparar material novo para tudo. Existe uma grande chance de que não existam cursos e materiais de apoio atualizados por alguns meses depois do lançamento do novo livro, que sempre acompanha a mudança da prova (e acredite em quem já passou pela experiência, sempre tem algum problema). Em resumo, se ainda não está certificado, faça a prova logo, antes da mudança do livro e subsequente alteração da prova (programada para Jul/2020).

E precisava tudo isso? Não funcionava bem como estava?

Sim, funcionava. E sim, precisava. Agora o PMBoK® está muito mais moderno, atual e abordando metodologias tradicionais, metodologias ágeis e, o mais importante na minha opinião, metodologias híbridas. Você ainda vai precisar ler o standard do PMI® sobre Metodologias Ágeis para entender a fundo como tudo funciona, mas agora só com o PMBoK® já vai ser possível para um gerente de projetos compreender como é a lógica e estar preparado para atuar no seu primeiro projeto. O PMBoK® é o guia de referência, e reflete as melhores práticas do mercado, mas isso já não era 100% verdade, uma vez que muitas ferramentas e metodologias eram mencionadas de forma superficial no livro, enquanto estavam sendo usadas com mais frequência que boa parte do conteúdo restante.

E você? Está como a gente, louco pra ler a mais nova versão do nosso livrinho favorito?

Diego Nei, MBA, PMP®

Diego Nei, MBA, PMP®

Consultor em Gestão Empresarial, sócio-fundador da DNCE. Certificado PMP®; Bacharel em Relações Internacionais; MBA em Gestão de Projetos; MBA em Gestão de Processos, Qualidade e Certificações; Leader Coach. Atua como consultor em Gestão Empresarial desde 2012, tendo auxiliado na avaliação e alinhamento estratégico do Portfólio de Projetos da Secretaria Para Copa do Mundo 2014 BA (SECOPA-BA) e no acompanhamento da execução das ações resultantes dos mesmos durante os jogos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *