Project Management Canvas, com José Finocchio Jr

José Finocchio

José Finocchio

Hoje, em nossa série Metodologias de Gerenciamento de Projetos, falando sobre a metodologia Project Management Model Canvas, temos José Finocchio Jr. autor do livro “Project model Canvas: Gerenciamento de Projetos sem Burocracia”, co-Autor de  “Fundamentos de gerenciamento de projetos” adotado como livro-texto na FGV (Fundação Getúlio Vargas), palestrante em vários congressos de Gerenciamento de Projetos do PMI e do Brazilian Oil & GAs.

Como surgiu a ideia do Project Model Canvas?

Eu me inspirei em Diversos autores líderes na área de gestão: EM primeiro lugar devo citar o Dan Roam e em seus livros entre eles desenhando negócios, O David Sibett com sua metodologia de facilitação prática (possui três livros publicados alguns deles em português). O David Rock com “Conceitos de neurociência” (foi de lá que tirei o pitch), o Simon Sinek com “O poder do WHY” e é claro a estética do livro “Business Model Generation” me influenciou na estética do Canvas (Mas há que se ressaltar que um business plan é radical mente diferente de um plano de projeto, em primeiro lugar um modelo de negócio é concebido para durar e o projeto é feito para terminar). E sim o movimento ágil em influenciou também especialmente a Mary Poppendieck. Continue lendo

Stakeholders – O Túnel do Tempo


Assita no DailyMotion: Stakeholders – Túnel do Tempo

No fantástico e improvável cenário de uma instalação secreta do governo norte-americano, dedicada à incrível tarefa de criar uma máquina do tempo, uma cena muito comum na rotina de gerentes de projeto pelo mundo a fora: ter que lidar com os stakeholders. Nos trechos do primeiro episódio da série, você pode ver como o gerente de projetos, o especialista e o patrocinador (representando o cliente) interagem sobre as expectativa do projeto.

E você? Como lidaria com uma situação do tipo? Deixe um comentário! Até a próxima!

10 Dicas para Coleta de Requisitos

Na mosca!

Na mosca!

Os requisitos do projeto são uma parte de fundamental importância para a definição não só do escopo, mas também dos objetivos do projeto. Quando os requisitos não são claros, a chance do projeto não ter sucesso ou ter apenas sucesso parcial (porque deixou de atender a necessidade do cliente, por exemplo) é muito maior. Os requisitos são determinados pelas partes interessadas do projeto, todas elas ou as mais importantes e ativas.

Continue lendo

Resposta PMP II

O RISCO DE NÃO ATINGIR OS OBJETIVOS E A QUALIDADE DO PROJETO…

a) pode ser minimizado através de um monitoramento contínuo
b) é considerado um risco de longo prazo
c) será refletido no uso cotidiano do produto/serviço
d) B e C
e) todas acima

Resposta Correta: todas acima. A não-adequação final do projeto aos requisitos de qualidade é sim um risco de longo prazo, pois estes costumam ser os mais sacrificados perto do final do projeto quando problemas ocorrem (estouros de Custo e/ou Prazo), e também por que o aval do cliente só vem com o termino do projeto e a apresentação final de seus Deliverables, que pode ou não ser o que o cliente esperava/necessitava. Um deliverable que não atende as necessidades do cliente tenderá a causar problemas aos seus processos, demandar retrabalho, atender com eficiência reduzida ao problema a que se dispõe a resolver e/ou até mesmo jamais ser implementado. A melhor forma de se evitar este tipo de situação é monitorar de perto os parâmetros de qualidade do projeto com uma periodicidade regular e não muito entendida, comparando o que está sendo feito com os indicadores/requisitos/objetivos/scopo do projeto e, se possível, recebendo a aprovação do cliente (e ou demais stakeholders necessários) para garantir que a qualidade esteja assegurada.

Lembre-se que as respostas para a certificação devem ser escolhidas sempre pensando na melhor resposta possível.

Deliverables: São as entregas das atividades descritas na EAP (Estrutura Analítica do Projeto) e/ou os resultados das etapas do ciclo de vida do projeto. Deliveries podem ser desde documentos, serviços ou até produtos. Por exemplo: o principal deliverable da fase de Planejamento é o Plano de Gerenciamento do Projeto. Enquanto o deliverable de um projeto de imobiliário pode ser um prédio ou sua planta.

Stakeholders: Stakeholders são as partes interessadas envolvidas de forma direta ou indireta com o projeto. Alguns exemplos de stakeholders são o cliente, o patrocinador do projeto, o gerente do projeto, o time do projeto, a sociedade civil, o governo, a empresa concorrente, uma ONG, ou qualquer outro indivíduo/organização cujos interesses venham a cruzar com o projeto.