Resoluções de Ano Novo – Da Forma Certa!

Resoluções
Resoluções

Já percebeu como as pessoas fazem resoluções de ano novo só para abandonar as mesmas não muito tempo depois? Todo mundo quer emagrecer, entrar na academia, ficar sarado… Trocar de emprego, de carro, de casa, de vida, de marido… Ir onde nunca foi, fazer o que nunca fez, comer o que nunca comeu, ver o que nunca viu… Mas quase ninguém dá cabo da lista. Todo mundo acaba deixando as resoluções (inacabadas, diga-se de passagem) de lado em algum ponto do ano (bem no inicio se for academia e regime!).

Mas como bom gerente de projetos que sou, perguntei: “E como resolvemos isso?” A resposta óbvia é utilizando gerenciamento de projetos! Mas nada rebuscado como longas análises de riscos e gráficos de Gantt. Veja como o básico do gerenciamento de projetos pode lhe ajudar a chegar em 2015 sem nenhuma pendência na sua lista de resoluções de ano novo!

  • Escreva todas!: Além de funcionar como uma afirmação do intento de realizar tal ação, isso lhe permite revisar seu objetivo de forma mais eficiente.  (Entrar na academia. Economizar.);
  • Defina métricas: Agora que você já sabe o que, defina o efeito que você espera observar. Vai entrar na academia? Então quanto peso você espera perder? Ou quanta massa muscular espera ganhar? Ou em quanto decidiu aumentar o tempo que consegue correr? Vai economizar? Quanto por mês você vai economizar? Quanto do seu salário vai colocar na poupança? Quanto vai investir em CDB? Todas as métricas devem ser mensuráveis e ou verificáveis. Nada de “Entrar na Academia > Ficar sarada”! (que pode até ser verificável, mas é altamente subjetivo) ;
  • Determine prazos: Agora que você sabe o que quer, decida quando você quer aquilo. Tudo precisa de um prazo ou cai no limbo do “outro dia eu faço”, que logo vira “um dia eu faço”. Tarefas precisam de datas de entrega. Você já sabe o que quer, e qual o efeito que busca, agora é só utilizar o bom senso e definir prazos realistas (ou seja, nada de “Entrar na Academia > Perder 30Kg > Em 30  dias”!);
  • Defina partes interessadas: Somos criaturas sociais. O apoio de amigos, parentes e colegas de trabalho é fundamental. Então faça uso dessas pessoas. Para cada objetivo, defina 3 partes interessadas e peça que uma delas passe a ser o “dono” da entrega. Esta pessoa ficará encarregada de acompanhar seu desempenho – e reclamar se a entrega não for apresentada no prazo. Lembre de que estas partes interessadas PRECISAM estar interessadas no resultado ou de nada adianta (“Entrar na Academia > Perder 3Kg/semana. Dono: Esposa”).

Nosso exemplo foi bem simples (academia), mas dependendo da sua lista de resoluções de ano novo, você pode acabar percebendo que alguns objetivos vão precisar “cooperar” entre si. “Fazer aquele curso > Sair Certificado > Em 6 meses. Dono: Chefe” não vai ser possível se “Economizar > Poupar 15% dos rendimentos mensais > Por 12 meses. Dono: Filha” e “Economizar > Reduzir custos mensais em 10%> Por 12 meses. Dono: Esposa” não estiverem sendo executadas!

E você? Qual seu segredo para não deixar as resoluções de ano novo irem pro saco?

Diego Nei, MBA, PMP®

Diego Nei, MBA, PMP®

Consultor em Gerenciamento de Projetos e Processos. Bacharel em Relações Internacionais, MBA em Gestão de Projetos, Certificado PMP, com domínio de MS Project 2007/2010. Atuação em projetos de porte pequeno e médio em diversas áreas, principalmente no desenvolvimento de treinamentos, implementação de metodologias e acompanhamento de projetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *